fbpx

“Cada coisa visível neste mundo está sob a responsabilidade de um anjo.”

Santo Agostinho

 

Mas o que exatamente é um anjo?

Se formos pelas definições teológicas, um anjo é um ser não físico mencionado em várias religiões e mitologias. Eles não pertencem a nenhuma seita ou religião e são considerados genuinamente não confessionais.

As pessoas geralmente estão cientes de algumas das tarefas dos anjos, que incluem proteger e guiar seres humanos. Em uma escala maior, eles também são responsáveis ​​por realizar tarefas universais e planetárias. Você pode ter se deparado com os termos “senhores da água, fogo, vento e direções” – eles podem ser entendidos como anjos trabalhando em uma posição sênior com maior poder e responsabilidade. Eles podem ser considerados agentes ou mesmo engenheiros das forças fundamentais da natureza.

 

Um pouco de história angélica

A palavra anjo em inglês é uma mistura do antigo inglês “Engel” e do francês antigo “angele”. Estes são derivados do latim tardio “angelus”, significando mensageiro que é retirado do grego tardio.

Em hebraico, mal’āk̠ ’ĕlōhîm significa mensageiro de Deus, enquanto em árabe, eles são chamados de Malak. Os hindus usam o termo Deva para se referir aos anjos.

Acredita-se que Daniel seja a primeira figura bíblica a se referir a anjos individualmente pelo nome, mencionando Gabriel (o mensageiro principal de Deus) em Daniel 9:21 e Miguel (o santo lutador) em Daniel 10:13.

No Zoroastrismo, existem diferentes figuras semelhantes a anjos. Os Amesha Spentas, que são os seis seres divinos criados por Ahura Mazdā (“Senhor da Sabedoria”) de acordo com os Gathas de Zaratustra, funcionam como “arcanjos” e são considerados como tal nos escritos Zoroastrianos da Pérsia Média.

 

Como os anjos se parecem e atuam?

Os anjos também estão passando por seu próprio ciclo de evolução e alcançando padrões mais elevados de perfeição. Eles são nossos co-cidadãos na Terra e no Sistema Solar e devem ser considerados seres menos materiais. Como nós, eles também nasceram do mesmo pai e são divinos em sua origem. Ambos estamos viajando em direção ao mesmo objetivo, que é a união com Deus e a manifestação perfeita dos atributos divinos.

Os anjos diferem de nós em muitas características, principalmente por não terem um corpo físico. Normalmente, isso os torna invisíveis à nossa visão comum. A matéria que forma seus corpos é super sutil em comparação com a nossa e, portanto, sua frequência vibracional é invisível ao nosso espectro visual. Nossos olhos não podem vê-los fisicamente.

De acordo com Geoffrey Hodson, “Os vários reinos da natureza são o seu campo de evolução. Eles são encontrados em meio à natureza – na floresta, pelas flores do prado e do jardim, na água, no ar, no fogo, na terra, bem como associados aos metais e joias do reino mineral. Onde quer que a vida divina se manifeste, existem os filhos das fadas de Deus, os espíritos da natureza e seus irmãos mais velhos, os anjos, que são encarnações brilhantes e belas de sua vida. “

Embora eles não tenham corpo físico, eles certamente têm uma existência corporal. Suas formas são criações de luz. O material é auto-luminoso e cada átomo de seu ser é uma partícula brilhante de luz. A forma que eles usam se parece muito com a nossa. Na verdade, é modelado com base na mesma estrutura da forma humana básica.

A aparência dos anjos é sempre notável para a visão humana por causa da maneira como sua energia continua fluindo para dentro e para fora de seus corpos e de suas auras brilhantes. Os poderes que eles controlam e manipulam estão continuamente irradiando deles, produzindo uma aparência de fluxo contínuo de “luzes do norte” em miniatura.

Centros de força distintos, vórtices e certas linhas de força claramente definidas são visíveis em seus corpos. Formas definidas são produzidas de sua aura, que às vezes sugere uma coroa na cabeça ou asas abertas de tons brilhantes e sempre mutáveis.

 

Como se comunicar com anjos?

Algumas pessoas pensam que os anjos são mensageiros que vêm de Deus até nós apenas em ocasiões significativas ou críticas. No entanto, “os anjos estão sempre conosco; que eles não vêm até nós apenas em ocasiões importantes, mas estão sempre ao nosso alcance.” – Geoffrey Hodson.

Os anjos podem ser invocados para cura, orientação, ajuda e proteção sempre que uma pessoa precisar. Embora os anjos estejam lá para ajudar e proteger, com base no conceito de livre arbítrio, eles não interferem com o livre arbítrio de uma pessoa.

Existem muitos meios e métodos de pedir sua ajuda, incluindo verbalmente, mentalmente, por escrito ou visualização. Não importa como pedimos. O que é importante é a nossa intenção enquanto os anjos respondem à “oração do seu coração”.

Também podemos recitar uma afirmação de gratidão, agradecendo aos anjos por resolver o problema.

Considere, por exemplo, uma pessoa que sofre de depressão. Se desejarmos de todo o coração afastar a nuvem escura e ver a luz da felicidade brilhar nele mais uma vez, podemos pensar primeiro nas qualidades da coragem e da alegria. Então, podemos invocar essas qualidades dentro do sofredor. Podemos usar fortemente nossa força de vontade para determinar que a nuvem escura seja removida e substituída por alegria.

Então, podemos invocar os anjos de luz e poder para carregá-lo com sua energia radiante até que ele esteja cheio de luz e felicidade. Além disso, podemos pedir-lhes que permaneçam depois de encerrarmos nossas orações e pedir-lhes que afastem a depressão, permitindo assim que a luz de sua própria divindade brilhe através dele mais uma vez. Dessa forma, o sofredor pode se encher de coragem, paz e alegria.

Outra forma de trabalhar com os anjos é por meio da meditação em grupo e da bênção. Desta forma, os anjos podem ajudar a melhorar uma situação que lida com o mundo inteiro e a humanidade.

 

“A meditação em grupo é sempre a maneira mais eficaz de atingir esses fins. Aqueles que são unidos e unidos em sua aspiração de servir por meio desses métodos, podem muito bem formar grupos para esse propósito especial. Sentados em círculo, eles devem direcionar seus pensamentos para a harmonia e a unidade, até que sintam que eles próprios e seus anjos cooperadores são um.” Geoffrey Hodson

 

Os Quatro Arcanjos das Direções Cardeais:

 

Arcanjo Gabriel:

Entre as muitas ordens de anjos cristãos, o Arcanjo Gabriel está ligado aos processos de nascimento e morte, especialmente para mortais de alta vocação.

Conectado à Direção Norte.

Na tradição hindu, Lord Kubera é conhecido como o Senhor da direção Norte e é conhecido como o Senhor da Riqueza.

Palavra-chave: Comunicação e Expressão

 

Arcanjo Miguel:

O Arcanjo Miguel é frequentemente retratado em trajes de batalha, às vezes engajado em batalhas com horríveis bestas aladas. Suas legiões de anjos o cercam em um grande esforço para matar a horda de elementais.

Conectado à Direção Sul.

Na tradição hindu, o Senhor da Direção Sul é o Senhor Yama e está conectado com a Morte e a Justiça.

Palavra-chave: Proteção, Orientação e Força

Madame Blavatsky observa que os arcanjos Gabriel e Miguel correspondem aos Elohim hebreus e a certas ordens de Dhyan Chohans. Diz-se que esses Dhyanis vigiam e guiam a grande jornada evolutiva da humanidade, despertando a plena consciência espiritual através de muitos estágios sucessivos.

Nunca estamos sozinhos, como indivíduos ou como humanidade coletiva. A hierarquia da compaixão está sempre próxima, sempre vigilante, capaz de intervir quando a lei cármica o permite.

 

Arcanjo Uriel:

No Livro de Enoch, Uriel, a luz de Deus, é um dos arcanjos que protegeu a humanidade dos Vigilantes (um grupo de anjos caídos). Uriel ilumina nossas mentes com informações, idéias, epifanias e percepções.

Conectado à Direção Leste.

Na tradição hindu, o Senhor Indra é o Senhor da Direção Leste e acredita-se ser o Rei do Céu e o Senhor do Raio e da Chuva.

Palavra-chave: Transformação e Iluminação

 

Arcanjo Rafael:

Rafael, em hebraico, significa “Deus Cura”, é um Arcanjo do Judaísmo, Cristianismo e Islã, que realiza todas as formas de cura.

Conectado à Direção Oeste.

Na tradição hindu, Lord Varuna está associado à Direção Oeste. Ele é o Senhor dos Oceanos.

Palavra-chave: cura física, mental e emocional

Em Dezembro nos iremos ter um curso super especial pela Mestra Nona Castro trazendo tudo e mais um pouco sobre a casta Angelical, Devas e Elementais da Natureza! Saiba Mais Aqui!

 

Referências:

– Anjos e a Nova Raça de Geoffrey Hodson

– Wikipedia

– Teosofia Mundial

Postado originalmente por Prana World, com tradução autorizada para esse blog

Fique por dentro!

 

Proximos Cursos:

29JanDia inteiro30Curso Básico de Cura Prânica - Lisboa Portugal

05FevDia inteiro06Curso Básico de Cura Prânica - Sismaria Portugal Organizado: Golden Prana Sismaria

05Fev(Fev 5)18:3006(Fev 6)19:00Curso Avançado de Cura Prânica - Gaia Portugal Organizado: Golden Prana Gaia

12FevDia inteiro13Curso Básico de Cura Prânica - Braga Portugal Organizado: Golden Prana Braga

05MarDia inteiro06Curso Básico de Cura Prânica - Gaia Portugal Organizado: Golden Prana Gaia

05Mar(Mar 5)18:3006(Mar 6)19:00Curso Avançado de Cura Prânica - Tomar Portugal Organizado: Golden Prana Tomar

07MarDia inteiroWorkshop Cura Prânica com Animais - Gaia Portugal Organizado: Golden Prana Gaia

Clique Aqui e Veja nossa Agenda Completa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X